Home   Artists: D   Dealema   V Imprio Print     Save    Mail     
Dealema: V Imprio lyrics



Estava escrito nos astros, o encontro dos estdios
Depois de atravessadas as montanhas e os desertos ridos
Os percursos levaram-nos encruzilhada
Em sintonia mxima e sincronia elevada
Reunir os seus poderes no altar da deusa Gaya
Num nvel espiritual mais alto que os Himalaias
Em rituais ancestrais, pactos de sangue mentais
Partilharam a energia e poderes sobrenaturais
Caminharam por vales com abutres e carcaas
Sobreviveram a emboscadas e terrveis ameaas
Ao longo da travessia pela estrada
Na escalada da muralha ou de espada em punho na frente da batalha
Passar por vrios episdios para cumprir a profecia
Arquitectaram magnficos colossos com mestria
Conscientes da misso carregam com orgulho a cruz
Sabem que a escurido no sobreviver luz

Secretos como dodas encantaes em canes
Poo dealmtica, batalha maquiavlica
Trepamos pela escurido, pulsao de Drago
Crculo de fogo, a revoluo esfrica
Manuscritos, mquinas de metforas
No sculo XVI seramos perseguidos
O tempo dealmtico j nasceu subterrado
2 Piso mental, no pode ser destrudo
Fumadores de Iluminismo
Abrimos mentes a sangue frio como mdicos no antigo Egipto
Culto ao culto, fumo no fundo
Bombos anunciam a chegada de outro mundo
Juntem os vivos ao mundo dos espiritos
Juntem Deuses, profetas e filsofos
Impacto dealmtico, abrimos buracos no espao
Segunda vinda, a terra gira ao contrrio

REFRO
V Imprio em rotao
Esfera dealmtica e centro hlico
Segunda Vinda
5 elementos, entra no templo
Cuspimos fogo numa era onde a msica magia

Ascenso e invaso no altar do templo
Contemplo tribos e legies, viajantes do tempo
Que todos venham testemunhar a mensagem divina
Das terras distantes do Vaticano cidade da Medina
Poder do ceptro, ao vivo e em directo
O pentgono est alinhado, o portal est aberto
Versos materializam-se algures entre o mental e o fsico
Sincronia perfeita, transe colectivo
Levamos-te a um stio onde nunca foste antes
Fecha os olhos e concentra-te s por instantes
Sente-o denso demais, um pensamento profundo
Redigido algures entre o Paraso e as Trevas deste mundo
J estava escrito, proftica segunda vinda
DLM legacia que no finda
Esprito naval, ancestral de conhecimento
Espande a tua perspectiva, chegou agora o momento

Ouvem-se coros de contestao
A multido rene-se e gera presso
Droga mental no palco um ritual
Fumo um leno de erva e um fumo de incenso
D-se incio ao transe colectivo
Chegam os descendentes das 12 tribos
Pra uma nova manifestao
o tempo dealmtico em movimento
Abrimos portais dimensionais
Rimamos, causamos tempestais mentais
Imortais
Atravs dos tempos, ns elevamos o pensamento
Acima das nuvens condensamos conhecimento
Atravs do tempo
Acima das nuvens elevamos o pensamento
Atravs do tempo

REFRO